[tradução importada!] feminismos materiais

18 Abr

tem mais de dois anos que terminei o mestrado e congelei qualquer atividade acadêmica. lá no mestrado falei sobre o conceito de diferença sexual desenvolvido por luce irigaray. não havia como não mexer no vespeiro que é, para os feminismos, o ‘essencialismo‘. comecei comprando o argumento de naomi schor de que o essencialismo não é um (unívoco, o mesmo, auto-idêntico) passando pelo questionamento de se-realmente-todo-essencialismo-é-ruim-feministicamente, e concluindo com a afirmação de que se essencialismo = determinismo biológico irigaray não é nem de longe uma essencialista. mas o que ficou apenas pincelado foi a afirmação com todas as letras de que uma reinvenção feminista (naqueles bons e velhos termos de donna haraway) da natureza pode ser uma janela aberta para fugirmos de um esquema conceitual aprisionante, fortemente aparentado com o patriarcado.

outro dia (não leiam isso literalmente, tem tempo, já!) recebi um e-mail lindo da querida sandra michelli (responsável pelo maravilhoso transecoqueer) propondo um esquema de parceria para publicar uma das traduções que ela está produzindo. tratava-se do livro material feminism editado pela stacy alaimo e que contém uma série de artigos que, em áreas diferentes da produção feminista, advogam pela necessidade de uma mudança de paradigma – aquela janela aberta lá do outro parágrafo – em prol de um que coloque a matéria, o corpo, o natural e o não-humano no centro da teorização feminista. óbvio que topei, tem tudo a ver com os caminhos que quero tomar e publicar essas traduções implica neccessariamente algum tipo de diálogo com essa literatura! portanto, galere, o parler femme será invadido de tempos em tempos por traduções michelísticas das feministas materiais – e comentários alícicos, de quando em vez também.

 

voltando pra natureza, só pra dar um gostinho-do-gostinho que é essa introdução, dêem uma olhada nesse trecho:

“A natureza, como entendida pelo feminismo material, raramente é um recurso inexpressivo e silencioso para as façanhas da cultura. Nem ela é o repositório do sexismo, do racismo, e da homofobia. Ao contrário, ela é uma força ativa e significativa, um agente em seus próprios termos; um reino de culturas múltiplas, inter e intra-ativas. Este tipo de natureza – uma natureza que não é, expressamente, a imagem do espelho da cultura – está emergindo a partir dos campos sobrepostos do feminismo material, do feminismo ambiental, da filosofia ambiental e dos estudos culturais do ambiente.”

reinvenção da natureza, para fora de uma relação de espelhar a cultura, e de ser base para sua especulação; a natureza emancipada de seu caráter de outro-de, expressando sua completa alteridade se parece com a reinvenção ou auto-invenção das mulheres no projeto de diferença sexual da irigaray. o parlerfemme: a construção ativa da mulheridade. só com um porém aqui pode ser que não seja falar e sim calar: cale a boca e perceba a natureza se construindo ativamente enquanto ela, outra.

>>> sem mais, vamos ao texto-  Introdução: Modelos Emergentes de Materialidade na Teoria Feminista  por Stacy Alaimo e Susan Heckman

[notinhazela: resolvi disponibilizar as traduções em pdf porque acredito que facilite a leitura e a circulação. fiz uma etiqueta específica para o livro ‘feminismosmateriais’, de maneira que fique fácil acessa-lo quando pronto, e/ou para que não se perca no mar (tomara que ele exista) de posts.] 

Uma resposta to “[tradução importada!] feminismos materiais”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Feminismos Materiais e as Ecologias Queer | (TRANS)ECOQUEER - Abril 18, 2012

    […] Bem, vamos ao link para o post (contendo o PDF da Introdução) com alguns comentários importantes da Alice: https://parlerfemme.wordpress.com/2012/04/18/fematintro/ […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: